escadarias pelo mundo

8 escadarias pelo mundo que valem o esforço

Subir e descer escadas pode ser um programa legal, acredite

24 de novembro de 2021

 

Você pode se perguntar: por que dedicar tempo de viagem para conhecer e subir uma escada? A resposta está na beleza, no tamanho e no exotismo das 8 escadarias pelo mundo que selecionamos neste post – uma delas, por exemplo, tem o formato de uma montanha russa! Confira a seguir!

Por Paula Cristina Cardoso

 

China – Escadaria Espiral das Montanhas

A cadeia de montanhas Taihang, no norte da China, é uma das grandes atrações naturais do país. Na cidade de Linzhou, foi instalada uma escadaria em espiral de 94 metros de altura para quem deseja subir a montanha e apreciar a paisagem, mas de uma maneira alternativa!

Apesar do objetivo ser facilitar o acesso às montanhas, subir a escada exige muito esforço físico e possui restrições a problemas de saúde e pessoas acima de 60 anos.


México – Pirâmides de Teotihuacán

 

A 45 quilômetros da Cidade do México, as pirâmides do sítio arqueológico de Teotihuacán, Patrimônio da Humanidade pela Unesco, atraem turistas por diversos motivos – como a história e o mistério das civilizações que viviam por lá e a grandiosidade das construções, que podem ser percorridas até o topo pelas grandes escadarias.

As principais são a Pirâmide do Sol, com 65 m de altura e 260 degraus, e a Pirâmide da Lua, com 45 metros. Elas eram utilizadas para rituais religiosos e, segundo as lendas locais, as duas se complementam: uma significa a energia masculina e outra a feminina; ou seja, visitar o local e subir sua escadaria pode ter um significado espiritual!


Espanha – Escadaria Acima do Mar

 

231 degraus de pedra compõem o estreito caminho da Via Sacra de Bermeo, que leva à ermita São João de Gaztelugatxe. Localizada na ilha de mesmo nome, a 443 quilômetros de Madrid, a escada em zigue-zague fica acima do Mar Cantábrico e é de tirar o fôlego: tanto pela vista quanto pela dificuldade de caminhar sobre ela – considerada umas das mais bonitas e perigosas do mundo! Vai encarar?

Se sim, não se esqueça de tocar três vezes no sino da ermita ao finalizar a travessia, pois, segundo a crença local, o visitante será recompensado com sorte.


Rio de Janeiro – Escadaria Selarón

 

Talvez você saiba que a Escadaria Selarón é uma das atrações mais visitadas do Rio de Janeiro, mas aqui vai uma curiosidade: os 215 degraus, em 125 metros de comprimento, são cobertos por mais de dois mil azulejos de mais de sessenta países – a maioria doados por visitantes estrangeiros!

Localizada entre os bairros de Santa Teresa e Lapa, a escada foi decorada pelo artista chileno radicado no Brasil, Jorge Selarón, e já foi cenário de filmes e novelas.


Alemanha – Escadas da Montanha Mágica

 

Já pensou em andar a pé em uma montanha russa? Na cidade de Duisburg, a 548 quilômetros de Berlim, você pode ter uma sensação bem parecida! A escada Tiger e Turtle – Magic Moutain é na verdade uma escultura de 45 metros, que imita uma montanha russa, dos quais 21 podem ser percorridos pelos visitantes.

Não se preocupe com a segurança, uma vez que o ponto mais alto do looping não pode ser alcançado! O percurso ocorre de um lado ao outro da escultura e completa, ao todo, 249 degraus.


Índia – Escada do Poço Chand Baori

 

escadarias pelo mundo

Foto: Wim Arys

A grandiosidade da escada do Poço Chand Baori – 3.500 degraus alinhados ao longo de 13 andares – tem uma utilidade bastante tradicional na índia: evitar a rápida evaporação da águas da chuva para aguentar os dias mais quentes.

Localizado na cidade de Abhaneria, a cerca de 100 quilômetros de Jaipur, o poço de 30 metros de profundidade imita uma pirâmide invertida e é considerado um dos maiores monumentos do país. Aproveite a ida e conheça o Templo de Mata Harshat, ao lado de Chand Baori, dedicado à Deusa da Fortuna e da Felicidade.


Equador – Escadaria da cachoeira Pailón del Diablo

Belezas naturais não faltam no Equador – e a principal atração da cidade de Baños de Agua Santa é um delas: Pailón del Diablo, a maior cachoeira do país, com 80 metros de altura! No local, há uma escadaria esculpida na pedra que fica ao redor da queda d’água.

Além da vista maravilhosa, subir e descer a escada é uma experiência um tanto quanto molhada (e escorregadia), já que algumas partes do caminho acabam sendo atingidas pelas águas. Dica: há alguns corredores estreitos que formam passagens pelas rochas e permitem o visitante chegar mais perto dos riachos da cachoeira.


Malásia – Escada para Batu Caves

 

As atrações imperdíveis da capital da Malásia, Kuala Lumpur, são as Batu Caves, cavernas dentro de rochas com mais de 100 metros de altura. Como subir lá? Por meio da escada que já é uma linda e colorida atração: 272 degraus pintados com as cores do arco-íris!

Além de ter uma vista incrível lá de cima e de conhecer os famosos 13 templos hindus, fique atento com os macacos – que são quase donos da escada!


Veja também: 5 atrações flutuantes pelo mundo

Fim

Veja também