aproximando distancias

Souvenirs de viagem sem sair de casa? É possível!

Conheça a "Aproximando Distâncias", iniciativa da GOL para ajudar artesãos que vivem do turismo – e fazer você viajar sem sair de casa

25 de agosto de 2020

 

A gente fala muito sobre lembranças trazidas na mala, principalmente na nossa seção Trouxe na Mala, mas em tempos de pandemia, muitas deixaram de vir porque nossos planos de viagem foram cancelados ou adiados.

Para ajudar artesãos e comerciantes que vivem do turismo, a GOL lançou a plataforma sem fins lucrativos Aproximando Distâncias. Trata-se de um marketplace com produtos típicos de diversas partes do Brasil para você matar um pouco das saudades de conhecer novas culturas e tradições mesmo sem sair de casa.

Já estão disponíveis produtos do Nordeste, Sudeste, Centro-Oeste e Sul, e até o final do mês terão itens do Norte. No site também é possível conhecer mais sobre os produtores e até assistir aulas e vídeos sobre suas atividades.

Selecionamos algumas para você conhecer:

 

Espírito Santo

Difícil ir ao Espírito Santo e não comer uma legítima moqueca capixaba. Seguindo a tradição, o prato é feito em panelas de barro que são consideradas patrimônio imaterial e marca registrada da cultura da região – elas existem há mais de 400 anos.

 

panela de barro

Imagem: Reprodução

Anotando os ingredientes certinhos e com uma boa panela, dá para pelo menos tentar reproduzir o sabor em casa.

Veja mais aqui.


Mato Grosso do Sul

Visitar o Pantanal é conhecer tradições e uma natureza única. E é ela, inclusive, que inspira a comunidade indígena local a criar lembrancinhas da região.

 

aproximando distancias gol

Foto: Divulgação

Os artesãos da etnia Terena, por exemplo, produzem miniaturas em madeira de animais que vivem no Pantanal, como antas, tatus e tamanduás. Os itens depois são vendidas em cidades turísticas como Bonito – que, aliás, já foi tema de post aqui no guia além!

Veja mais aqui.


Bahia

 

salvador bahia

Imagem: Reprodução

Além das fitinhas do Bonfim: inspirada pela cultura e religiosidade de Salvador, a ceramista Sônia Costa, que nasceu em uma antiga comunidade da cidade e conviveu com a Irmã Dulce, cria obras que celebram as formas femininas do corpo negro.

Veja mais aqui.


Pernambuco

 

olinda

Imagem: Reprodução

Como pensar em Pernambuco e não lembrar dos bonecos coloridos de Olinda? O Mestre Dido é um dos principais produtores da região. Ele não só recria em madeira personagens típicos, como também objetos que remetem às paisagens e culturas locais.

Veja mais aqui.


Rio de Janeiro

Os temperos da Bárbara dos Santos, mais conhecida como Nêga do Caldo, fazem sucesso entre chefs como Claude Troisgros. Sua barraca na zona norte carioca também é disputada.

 

rio de janeiro

Imagem: Reprodução

Para quem gosta de comida de rua, dá para ter um gostinho mesmo à distância, já que ela começou a vender mix de pimentas em conserva.

Veja mais aqui.


Paraná

A cidade de Antonina, no litoral do Paraná, não recebe visitantes apenas pelas paisagens. É de lá um dos doces mais típicos do estado: a bala de banana Bananina, que começou a ser produzida pela família Mendes nos anos 70 e faz sucesso até em outros países.

 

parana

Imagem: Reprodução

Veja mais aqui.

 

Esses citados, assim como a maioria do site, você pode comprar e receber em casa. Já outros produtos estão disponíveis por meio de vouchers que podem ser utilizados na sua próxima viagem ao destino. Caso, por exemplo, dos pães de queijo congelados da Pão de Queijaria (Belo Horizonte) e do Mate da Praia do Wellerson Junior, vendedor ambulante nas praias cariocas mais conhecido como Tubarão.

 

aproximando distancias gol

Saiba mais sobre a iniciativa da GOL aqui! E outros conteúdos sobre como viajar sem sair de casa você encontra no guia além!

Fim

Veja também